Google Derruba Site com Base em Etica Discutível

Depois de vários anos de Internet experimentei o gosto amargo do que chamo ética discutível do Google. Desta feita foi num serviço seu, de hospedagem de blogs, chamado Blogger. Um blog meu, publicado num diretório do site, foi redirigido para um subdomínio de blogspot.com. Isso reduziu de forma dramática a quantidade de conteúdo do site, o qual foi rebaixado para a segunda posição. As coisas se passaram numa combinação de boa-fé de um lado e princípio éticos duvidosos de outro.

O Caso – Certo dia constatei uma anormalidade na atividade do site e fui checar o que se passava. Deparei-me com o rebaixamento do site para a segunda posição em várias buscas. Ao investigar o que acontecera, verifiquei que todo o conteúdo do blog, publicado num diretório do site, fora redirigido para um subdomínio do blogspot. Eu havia postado uma matéria poucos dias antes e me deparara com uma anormalidade à qual não dei importância por pura boa-fé. O post já estava escrito em página do Word e, como sempre faço, fui direto para a página de publicação onde o colaria e publicaria. Nessa passagem lembro-me de uma informação mais ou menos assim: o seu Blogger agora é Blogspot. Entendi que devia ser mais uma ação do Google para aperfeiçoar a busca e fui em frente. Nem me dei ao trabalho de checar a matéria pela Internet em seguida. Parti para outra tarefa.

Depois que me dei conta do redirecionamento, voltei ao Blogger (blogger.com e blogspot.com pertencem ao Google). Vi, então, que a página onde haviam elementos para publicação via ftp estava totalmente diferente e havia ali a informação de que não se publicava mais via ftp. Ou seja, não era possível mais ter o blog como parte integrante do site, sob forma de um diretório. Na página de edição havia um arquivo de redirecionamento, pelo qual o blog estava sendo redirecionado para um subdomínio do blogspot.com.

Eu não tenho o menor interesse em ter um blog como subdomínio. Já como um diretório do site, sim, pois posso publicar nele matérias de otimização e posicionamento discutíveis, como esta. Assim são também todas as matérias postadas anteriormente. O blog, desta forma, passa a ser interessante, do meu ponto de vista, porque está integrado ao tema do site.

Busca de soluções – Evidentemente que, diante do ocorrido, procurei mais informações e, principalmente, soluções. Postei duas mensagens em grupos do Google, não sem antes fazer uma pesquisa minuciosa para encontrar casos semelhantes ou receber alguma luz de postagens anteriores no Blogger. O feedback foi pequeno, mas alguém disse que eu devia levar o caso a Camila Fritz que mora na Alemanha e é responsável pelo suporte ao blogger.com em português.

Procurei me informar sobre essa pessoa, li coisas escritas por ela e tive boa impressão: parecia sensível e séria. Eu tinha de falar com ela via Internet, mas não havia nenhum endereço ao alcance. Coloquei então uma mensagem, num dos grupos, indagando se alguém sabia como eu podia entrar em contado com ela. Recebi uma mensagem de alguém que se identificou como funcionário do Google e que me perguntava qual era o problema. Fiz novo relato e recebi a informação que o meu caso seria encaminhado.

O tempo passava e eu não recebia resposta. Então decidi migrar para o WordPress e excluir o subdomínio do blogspot.com do index do Google para evitar duplicações. Tive, naturalmente, algum trabalho para reproduzir o blog na sua nova morada. O resultado foi o esperado: retomei quase todas as posições perdidas e falta apenas uma que será retomada a qualquer hora – mudanças de primeiro lugar para segundo e vice-versa são feitas com parcimônia pelo Google, a não ser no caso algum problema sério.

Um dia depois de terminar a migração, mas com alguns problemas ainda pendentes, recebi uma delicada mensagem pela Internet da Camila Fritz indagando sobre o que acontecera.

Observações
1. Questão ética – Eu agi de boa-fé, achando que era mais uma mudança do Google para facilitar a nossa vida. O que o Google fez deve ter amparo legal, e eu devo tê-lo autorizar a praticar atos como esse. Quando lido com sites que conheço e que têm boa reputação, como é o caso do Google, eu digo que aceito determinadas regras para o uso de qualquer ferramenta sem ler o conteúdo das regras. Por isso digo que agi de boa-fé ao não verificar o que estava autorizando quando comecei a fazer o blog. Mas da parte do Google creio ser cabível dizer que a ação teve base em algum princípio ético duvidoso, ainda que tenha tido minha autorização expressa, porque trata-se de uma intervenção muito violenta num site que é, no fundo, um negócio. Por que o Google não deu as informações devidas para que eu e outros nos preparássemos para a mudança?

2. Alguns horrores – Ao buscar informações, como citei acima, deparei-me com situações que me deixaram um tanto horrorizado. Fiquei sabendo de casos dramáticos vividos por assinantes do blogger.com, aqui e nos Estados Unidos. Num deles, uma mulher, professora de direito na reputada Universidade de Wisconsin e cujos posts eram reproduzidos pelo Washington Post, e que tem uma quantidade impressionante de visitantes e leitores, e que, ainda, publica ali durante vários anos, viu seu blog fora do ar. Nada que ela procurasse aparecia. Ela postou uma mensagem imediatamente informando a situação e pedindo solução. No transcorrer do dia, à medida que ela se dava conta de um ou outro problema ou recebia uma informação de terceiro, postava curta mensagem sobre o assunto. Postou umas cinco ou seis mensagens seguidas no mesmo dia. Ou seja, agiu como qualquer mortal que busca desesperadamente reparação de um mal sofrido. E entre as mensagens ela reclamava do silêncio do pessoal do blogger.com. E não é que um dos colaboradores avançados postou uma mensagem dizendo para ela parar de postar mensagens porque poderia ser punida por prática de spam e ainda ser banida do Blogger? Afinal o caso foi resolvido e ela recebeu uma montanha de apoios pela Internet e outros meios de comunicação, inclusive de funcionários do Google, segundo informou depois. Não sei se no WordPress tais coisas acontecem, mas para o blogger.com e o blogspot.com não volto jamais.

3. Motivos do Google – Os motivos da mudança por parte do Google não são conhecidos. Fiquei sabendo por um autor americano que, ao eliminar carga de posts via ftp, as coisas iam ficar mais fáceis para o Google manejar o AdSense nos blogs. Ele só escreveu isso. Confesso que não alcanço o significado e tampouco sei o que vai mudar.

Esta entrada foi publicada em otimizacao. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Google Derruba Site com Base em Etica Discutível

  1. Pingback: Minhas Desconfianças com o Canonical Link | Otimização de Sites

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− 5 = um

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>